Sábado
21 de Setembro de 2019 - 
ADVOCACIA PREVIDENCIÁRIA
ADVOCACIA TRABALHISTA

Controle de Processos

Notícias

Novidades

Deixe o seu e-mail para te enviarmos notícias.

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 4,17 4,17
EURO 4,59 4,59

Previsão do tempo

Hoje - Montes Claros, MG

Máx
36ºC
Min
19ºC
Parcialmente Nublado

Domingo - Montes Claros,...

Máx
34ºC
Min
18ºC
Predomínio de

Segunda-feira - Montes C...

Máx
31ºC
Min
19ºC
Parcialmente Nublado

Terça-feira - Montes Cl...

Máx
32ºC
Min
20ºC
Predomínio de

Hoje - Monte Azul, MG

Máx
35ºC
Min
18ºC
Parcialmente Nublado

Domingo - Monte Azul, MG

Máx
33ºC
Min
17ºC
Predomínio de

Segunda-feira - Monte Az...

Máx
32ºC
Min
17ºC
Parcialmente Nublado

Terça-feira - Monte Azu...

Máx
32ºC
Min
17ºC
Parcialmente Nublado

Hoje - Porteirinha, MG

Máx
36ºC
Min
18ºC
Parcialmente Nublado

Domingo - Porteirinha, M...

Máx
35ºC
Min
16ºC
Predomínio de

Segunda-feira - Porteiri...

Máx
33ºC
Min
18ºC
Parcialmente Nublado

Terça-feira - Porteirin...

Máx
33ºC
Min
20ºC
Parcialmente Nublado

Hoje - Jaíba, MG

Máx
37ºC
Min
19ºC
Predomínio de

Domingo - Jaíba, MG

Máx
35ºC
Min
19ºC
Predomínio de

Segunda-feira - Jaíba, ...

Máx
34ºC
Min
19ºC
Parcialmente Nublado

Terça-feira - Jaíba, M...

Máx
33ºC
Min
17ºC
Predomínio de

Hoje - Janaúba, MG

Máx
37ºC
Min
20ºC
Parcialmente Nublado

Domingo - Janaúba, MG

Máx
35ºC
Min
20ºC
Predomínio de

Segunda-feira - Janaúba...

Máx
33ºC
Min
18ºC
Parcialmente Nublado

Terça-feira - Janaúba,...

Máx
33ºC
Min
19ºC
Parcialmente Nublado

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .

Juristas defendem independência e importância da Justiça do Trabalho no mundo

O segundo dia do Encontro Internacional de Juízes de Cortes Trabalhista, realizado no Tribunal Superior do Trabalho (TST), teve como foco as experiências de persos países com um ramo especializado da Justiça voltado para as relações de trabalho. Juristas da Alemanha, da França e do Brasil ressaltaram a importância da Justiça do Trabalho em seus países e defenderam a sua independência. História O magistrado Sebastian Roloff, do Tribunal Superior do Trabalho da Alemanha, apresentou o modelo da Justiça do Trabalho em seu país, que tem uma história de mais de 200 anos. O regime nazista eliminou, em 1941, a figura dos juízes que apreciavam as causas relativas ao trabalho. Mas, com o fim da Segunda Guerra Mundial, eles voltaram a atuar. Ele disse que em 2004, quando a Alemanha enfrentou uma profunda crise econômica, foi discutida a possibilidade de extinção da jurisdição especializada. “A corte trabalhista foi acusada de ser esquerdista e de estar muito a favor dos empregados”, contou. Para Roloff, no entanto, medidas na economia para enfrentamento de problemas como o desemprego são muito mais eficazes do que mudanças na seara trabalhista. “Os instrumentos de mercado são mais importantes para a geração de empregos do que o banimento das cortes do trabalho”, afirmou. Democracia A relação entre a Justiça do Trabalho e a democracia foi tratada na palestra do procurador do trabalho Rodrigo Carelli, que destacou o caso do Chile, onde o ramo especializado foi extinto no governo ditatorial de Augusto Pinochet, em 1981, e foi restabelecido em 2005, após a volta da democracia. “Um estado autoritário não gosta da Justiça do Trabalho”, disse. Carelli lembrou que a jurisdição trabalhista existe em persos países, como Espanha, Grã-Bretanha, França, Hong Kong, Austrália, Nova Zelândia e Suécia. “Nos países escandinavos, modelos incontestáveis de civilização e desenvolvimento, também temos a Justiça do Trabalho”. Vigilância O magistrado Alain Lacabarats, do Conselho Superior da Magistratura da França, enfatizou o papel do juiz do trabalho no mundo atual. “Temos de assegurar o nosso papel de vigilância dos direitos trabalhistas, de forma que nossas intervenções inspirem a confiança dos cidadãos no sistema judiciário”, afirmou. Para o magistrado, as realidades enfrentadas em todo o mundo moderno, como o trabalho escravo, o trabalho infantil, a exploração de imigrantes e os atentados aos direitos sindicais e de greve, exigem soluções do Direito do Trabalho. “Quando vejo a situação do trabalho no mundo, fico preocupado. Devemos ser muito vigilantes enquanto juízes com relação à aplicação das normas de trabalho que estão em perigo”, alertou, lembrando que a matéria é essencial nas democracias. Segundo Lacabarats, o Direito do Trabalho é matéria extremamente conflituosa, e o juiz é observado por toda a sociedade a todo instante. América Latina Enfraquecer ou desvirtuar o Direito do Trabalho ou a Justiça do Trabalho significa debilitar o sistema econômico como um todo, minando a paz social e, com ela, o futuro do país. A conclusão é do desembargador Manoel Carlos Toledo Filho, do TRT da 15ª Região (Campinas/SP), ao falar sobre as normas e as estruturas trabalhistas existentes na América Latina. Ele lembrou que, durante a grande depressão econômica que se seguiu à quebra da Bolsa de Nova Iorque em 1929, todos os países reagiram com mais proteção para seus cidadãos. Não por acaso, explicou, os códigos do trabalho do Chile e do México são da primeira metade da década de 30. Segundo o desembargador, a presença do Direito e da Justiça do Trabalho em todos os países latino-americanos não é resultado somente das mesmas raízes históricas, sociais e econômicas, mas do que ele chama de “indiscutível necessidade de mecanismos de contenção de litígios trabalhistas inpiduais ou coletivos”. Encontro O 1º Encontro Internacional de Juízes de Cortes Trabalhistas, idealizado pelo Coleprecor e realizado pela Enamat com o apoio do TST, segue até sexta-feira (23) com palestras de magistrados da Alemanha, da Holanda, da França e da Argentina e de representantes da Justiça do Trabalho brasileira. (Com informações do Coleprecor)
22/08/2019 (00:00)
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Visitas no site:  1260533
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.