Quarta-feira
15 de Julho de 2020 - 
ADVOCACIA PREVIDENCIÁRIA
ADVOCACIA TRABALHISTA

Controle de Processos

Notícias

Novidades

Deixe o seu e-mail para te enviarmos notícias.

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 5,43 5,43
EURO 6,19 6,19

Previsão do tempo

Hoje - Montes Claros, MG

Máx
30ºC
Min
16ºC
Predomínio de

Quinta-feira - Montes Cl...

Máx
27ºC
Min
16ºC
Predomínio de

Sexta-feira - Montes Cla...

Máx
27ºC
Min
16ºC
Predomínio de

Sábado - Montes Claros,...

Máx
27ºC
Min
14ºC
Predomínio de

Hoje - Monte Azul, MG

Máx
27ºC
Min
17ºC
Predomínio de

Quinta-feira - Monte Azu...

Máx
28ºC
Min
15ºC
Parcialmente Nublado

Sexta-feira - Monte Azul...

Máx
26ºC
Min
15ºC
Predomínio de

Sábado - Monte Azul, MG

Máx
26ºC
Min
15ºC
Predomínio de

Hoje - Porteirinha, MG

Máx
29ºC
Min
13ºC
Predomínio de

Quinta-feira - Porteirin...

Máx
27ºC
Min
15ºC
Parcialmente Nublado

Sexta-feira - Porteirinh...

Máx
27ºC
Min
14ºC
Predomínio de

Sábado - Porteirinha, M...

Máx
26ºC
Min
14ºC
Predomínio de

Hoje - Jaíba, MG

Máx
31ºC
Min
14ºC
Predomínio de

Quinta-feira - Jaíba, M...

Máx
30ºC
Min
13ºC
Predomínio de

Sexta-feira - Jaíba, MG

Máx
28ºC
Min
14ºC
Predomínio de

Sábado - Jaíba, MG

Máx
29ºC
Min
13ºC
Predomínio de

Hoje - Janaúba, MG

Máx
31ºC
Min
16ºC
Predomínio de

Quinta-feira - Janaúba,...

Máx
29ºC
Min
15ºC
Predomínio de

Sexta-feira - Janaúba, ...

Máx
29ºC
Min
13ºC
Predomínio de

Sábado - Janaúba, MG

Máx
28ºC
Min
13ºC
Predomínio de

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .

21/11/2019 - 17h12Acusado de matar esposa vai a júri em UberlândiaCrime ocorreu na residência do casal; vítima foi surpreendida sentada na cama

Tribunal do Júri da Comarca de Uberlândia vai decidir o destino de homem acusado de matar esposa com tiro no ouvido Será julgado pelo Tribunal do Júri da Comarca de Uberlândia o homem acusado de ter matado a própria esposa, no Bairro Santa Lúcia, em 2017. A sentença que o pronunciou é do juiz da Vara de Crimes contra a Pessoa e de Precatórias Criminais, Dimas Borges de Paula. De acordo com a denúncia, no dia 12 de fevereiro de 2017, J.T.D.C. desferiu um tiro no ouvido direito da vítima, causando-lhe a morte por “traumatismo cranioencefálico por projétil de arma de fogo”. O crime foi cometido no quarto do casal, e o  denunciado preso em flagrante pela Polícia Militar. O delito foi praticado mediante recurso que tornou impossível a defesa da mulher, uma vez que ela foi assassinada de surpresa, quando estava sentada na cama. Ainda conforme a denúncia, o homem alterou e inovou a cena do crime, retirando o colchão, desmontando a cama do casal, lavando o quarto e as roupas de cama sujas de sangue e acondicionando-as em sacos pretos de lixo. Provas Ao pronunciar o réu, o juiz ressaltou que a materialidade dos fatos está provada pelos laudos de necropsia, pelo boletim de ocorrência da Polícia Militar, pelos laudos de exame pericial de eficiência e prestabilidade de armas e munições e de levantamento do local e pelos depoimentos de testemunhas. Observou que há indícios suficientes da autoria atribuída ao réu. Ele deverá ser julgado pelo Tribunal do Júri por homicídio qualificado e por fraude processual, uma vez que alterou a cena do crime. O acusado poderá aguardar o julgamento em liberdade, visto que não vem atrapalhando a instrução criminal nem colocando em risco a ordem pública.  
21/11/2019 (00:00)
© 2020 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Visitas no site:  2140136
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.